Ser otimista e sorrir

Seja otimista e melhore a sua autoestima

Em Psicologia adultos por Elisabete Condesso

Nestes últimos anos, fruto da denominada “crise” e da situação económica do nosso país, temos vivido um crescente clima de pessimismo que tem conduzido a uma situação de quase impotência, ou seja, parece que não está nas nossas mãos a solução dos problemas.

Como enfrentar esta situação? Como voltar a ser otimista?

Primeiro, temos que tomar consciência de que a grande maioria dos nossos problemas têm que ser resolvidos por nós mesmos. Cabe-nos a nós o destino das nossas vidas. São as nossas decisões que ditam aquilo que de positivo nos trás o dia-a-dia. Pelo que, em vez de assistirmos passivamente aquilo que se passa nas nossas vidas, temos que sair dos nossos lugares e agir. Nada nos vale pensar que serão os outros que irão resolver os nossos problemas.

Segundo, temos que pensar no que é mais importante para nós e definir as nossas prioridades. Aproveite o início do ano para reformular as suas prioridades. É o tempo ideal para refletir sobre aquilo a que tem dado importância nos últimos anos, sobretudo no que se refere às questões materiais. É sabido o elevado nível de endividamento das famílias portuguesas. Será que hoje você tem menos problemas que no passado? Em que medida essas prioridades contribuíram para você ser mais feliz? Para este ano, assuma o compromisso de olhar à sua voltar e defina o que é realmente importante para si. Aja em conformidade, porque assim o futuro estará nas suas mãos.

Bom humor é contingente

Ser otimista faz com que tenhamos bom humor e estejamos bem-dispostos. Este estado de espirito melhora a autoestima, influencia positivamente nas relações familiares e de amizade, ajuda a ter satisfação com a profissão e em geral a ter prazer nas pequenas coisas. Ter satisfação naquilo que se faz é algo comum nas pessoas otimistas e bem-humoradas. Por isso, bom humor é contingente.

Ser otimista com humor

Ser otimista com humor

Amor, amizade, saúde, sucesso profissional. É claro que nem tudo depende de si, mas se tiver bom humor e for otimista é algo que irá contribuir positivamente para ser bem-sucedido. Irá ver que será mais fácil ultrapassar determinadas dificuldades. E lembre-se que pode sempre contar com a ajuda da PsicoAjuda – temos um espaço de psicoterapia disponível  para si!

Por isso, este ano sorria mais, com bom humor e seja otimista. Acredite mais em si. Dedique mais atenção ao que realmente é importante e nunca desista de querer ser feliz!

Elisabete Condesso / Psicóloga e Psicoterapeuta

© PsicoAjuda – Psicoterapia certa para si, Leiria

Sobre o Autor

Elisabete Condesso

Directora clínica da PsicoAjuda. Psicóloga clínica e Psicoterapeuta. Licenciada em Psicologia Clínica pela ULHT de Lisboa e com pós-graduação em Consulta Psicológica e Psicoterapia. Membro efetivo da Ordem dos Psicólogos. Título de especialista em “Psicologia clínica e da saúde” atribuído pela Ordem dos Psicólogos.